Publicidade

quarta-feira, 30 de julho de 2014

"EA Access" seus serviços foram recusado pela sony no PlayStation 4

Recém-anunciado para Xbox One, o serviço de assinatura EA Access foi recusado pela Sony. "Nós não consideramos que cobrar US$ 5 a mais por mês por esse programa específico da EA represente um bom valor para os jogadores de PlayStation", disse um representante da Sony ao site da revista Game Informer.
"Nós avaliamos a oferta da assinatura EA Access e decidimos que ela não traz o tipo de valor agregado que os clientes PlayStation estão acostumados".
"[Assinaturas] PlayStation Plus aumentaram mais de 200% desde o lançamento do PS4, o que mostra que os jogadores estão mais interessados em planos que incluam serviços abrangentes, em vários aparelhos, por um preço baixo", disse a Sony. Vale notar, porém, que o PS Plus é obrigatório para jogar online, o que explica o aumento na quantidade de assinantes do serviço.

O serviço EA Access, exclusivo para o Xbox One, permitirá aos usuários acesso livre a vários games do catálogo da Electronic Arts.
Previsto para ser lançado nos EUA, Canadá e Europa "em breve", o EA Access servirá como uma espécie de programa de fidelidade aos jogos da produtora. Por US$ 5 mensais ou US$ 30 anuais, jogadores receberão cópias digitais de alguns jogos e descontos em outros títulos e DLCs.
Inicialmente, assinantes receberão os jogos "Battlefield 4", "FIFA 14" e "Peggle 2", com "mais a caminho". O primeiro game do serviço será "Madden NFL 25".
Segundo a EA, o serviço também permitirá que jogadores baixem versões de teste de jogos uma semana antes de seus lançamentos, joguem por duas horas e depois transfiram o progresso para as cópias completas assim que elas forem lançadas. Todos os games futuros da empresa, como "FIFA 15" e "Dragon Age: Inquisition", suportarão essa função.
Procurada por UOL Jogos, a EA informou ainda não ter planos para o lançamento do EA Access no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Followers

Total de visualizações de página