Publicidade

terça-feira, 22 de julho de 2014

Menino de 9 anos e se casa com mulher de 62 após pedido de mortos

Saneie Masilela, 9, uniu-se a Helen Shabangu, 62, para deixar parentes mortos felizes

Um menino de 9 anos atendeu o pedido de antepassados mortos, casou-se com uma mulher de 62 anos, e tornou-se o noivo mais jovem do mundo. Saneie Masilela uniu-se a Helen Shabangu, que já é mãe de cinco filhos, com idades entre 28 e 38 anos. Eles celebraram seus votos na frente de cem convidados em Ximhungwe, na África do Sul.
Esta é a segunda vez que os dois se casaram. O primeiro matrimônio foi realizado na aldeia do menino no ano passado. Desta vez, a cerimônia foi na aldeia da noiva. Segundo relatos da imprensa internacional, o pequeno Saneie quis se casar novamente para tornar o ato "oficial".
A cerimônia aconteceu na frente daquele que é marido há mais tempo de Helen: Alfred Shabangu, 66. Ao jornal britânico "Mirror", Shabangu disse que não vê problema na união, e nem ele nem seus filhos se importam com cerimônia foi apenas um ritual e não tem um valor legal.
De acordo com o "Daily Mail", o menino declarou que decidiu se casar após receber pedidos de ancestrais mortos. Quais parentes mortos e como teria sido feito o pedido, porém, não foi informado. Talvez a religião dele aceite contato com os mortos, talvez tenha sido por meio de um sonho.
"Escolhi a Helen porque eu a amo. Apesar de nós não vivermos juntos o tempo todo, nós nos encontramos no lixão onde minha mãe trabalha", contou o garoto.
"Quando eu crescer, casarei com uma mulher da minha idade". A família do menino --o mais novo entre cinco filhos-- pagou 500 euros à noiva e outros 1.000 euros pela cerimônia. 
Helen, que trabalha com reciclagem, diz que o casamento é apenas para agradar os ancestrais. "Sanele vai crescer normalmente e, um dia, terá sua própria família e se casar. Toda essa cerimônia é para deixar os antepassados felizes".
Para a mãe do menino, de 47 anos, caso ele não tivesse atendido o pedido dos ancestrais, algo ruim poderia ter acontecido à família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Followers

Total de visualizações de página